Guimarães: o lado verde em fotografia

A evolução da cidade de Guimarães foi registada em fotografia para agora poder ser apreciada por si. Não perca!

O Verde a Preto e Branco” – é este o nome da exposição fotográfica que chega ao seu centro já no dia 27 de julho, a partir das 18h. Organizada pela Muralha – Associação para a Defesa do Património, esta mostra pretende retratar a tensão entre o crescimento urbano e o espaço natural da cidade e, em simultâneo, celebrar o lado verde de Guimarães, como forma de promover a candidatura da cidade a Capital Verde Europeia, em 2020.

Uma candidatura que, como testemunhámos junto de quem melhor conhece a cidade, enche de orgulho os vimaranenses.

Esta exposição marca ainda o arranque das Festas Gualterianas, evento que, este ano, inclui ainda concertos de Dengaz (4 de agosto), Aurea (5 de agosto) e Zé Amaro (6 de agosto), mas também batalhas de flores, um festival de folclore, cantares ao desafio, uma feira de gado e concurso pecuário, desfile e exibição de grupos de bombos e, claro, as celebrações litúrgicas, com destaque para a inauguração e bênção das imagens de S. Francisco de Assis e S. Gualter. A encerrar esta edição das festas terá lugar a Marcha Gualteriana, que este ano presta homenagem às entidades da cidade que celebram datas importantes: Bombeiros Voluntários de Guimarães (140 anos), Cercigui (40 anos), os 500 anos do nascimento de Francisco de Holanda e os 150 anos de Raul Brandão.

Mas não se esqueça que a exposição no seu Centro decorrerá até dia 3 de novembro. Ficamos à sua espera!
Publicação
27 de Julho de 2017
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço